DSC_0942

Oceano Criativo

Escrevo para eternizar o belo. Dar infinidade à beleza, possível ilusão, mas isso todo o poeta, todos nós, vive. Se me perco ou não, para mim, não importa, só importa onde as palavras me conduzem. A ilusão da realidade expõe as minhas verdades subjectivas e inconscientes que, meramente, faz-me um bem excessivo. Sinto-me legível mesmo que este oceano seja um pouco obscuro.

Desejava colorir o seu corpo para chamar a atenção. Se seria um peixe exótico todo listado em cores teriam aquelas relíquias não é? A sua casa ficava no reino das águas tropicais e subtropicais. Contemplar os recifes de corais e as suas melhores amigas protegiam-no abrigando entre os seus tentáculos.

Enfatizando a sua beleza física, este peixe-palhaço tinha dois olhos de um brilho extraordinário. Pareciam dois diamantes negros e por isso os seus pais deram-lhe o nome de olhos brilhantes. Olhos brilhantes cresceu. Já estava na adolescência, na idade das aventuras, do sabe tudo, mas não sabe nada, do eu quero, do eu vou e pronto, …

Um belo dia, desobedece às ordens da Mãe. Nadava longe da sua casa acompanhando um cardume de peixes migratórios, só por curiosidade. Achava engraçado aquele amontoado de peixes a nadar energicamente, aparentemente sem destino. Esta acção impensada fez com que perde-se a noção da direcção para casa.

Olhava à sua volta e via peixes e lugares desconhecidos. Perdera a noção da coloração da água do mar claro do jeito que conhecia. A mutação dessa mesma com as cristalizadas amizades. Não era o seu espaço. Ou seja o seu espírito aventureiro só lhe rendia aborrecimentos.

Enquanto remava contra a corrente lá em casa acentuavam a sua importância. Estavam todos preocupados. Tantos sermões que foram por água abaixo numa vasto reino oceânico. Foi então que ouviu uma voz enquanto estava envolvido em pensamentos.

Maravilha. Uma doce voz e juvenil, um peixe-donzela com uma coloração vistosa. Linda! Dirige-se a ele perguntando quem era e de onde vinha o que, ele explicara o sucedido e que estava à procura do retorno. Como se tinha afastado imenso de casa, sentiu-se um pouco perdido, arrependido e um pouco de raiva mas nada ofuscava a beleza do peixe-donzela.

Juntos procuram soluções. Numa complexidade tornaram-se tão simples em questões. O tal brilho diamantino negro acolheu uma rosa vermelha que, foi acolhido com afinidade, se fosse outro qualquer, teria abusado do mesmo. Até que, chegaram ao cavalo-marinho.

O cavalo-marinho, conhecido pela sua sabedoria, força e coragem, morava muito distante da casa da donzela. Para chegar até ele era preciso enfrentar alguns obstáculos. Contudo, já era tarde e ela resolveu falar com o seu pai para o acolher mais uma vez e ajudá-lo a derrubar os obstáculos.

Pela manhã, logo os primeiros raios de sol que rasgaram as águas do mar, partiram os dois para encontrar o cavalo-marinho. Passaram por um túnel de águas geladas; depois enfrentaram ondas enormes; entraram numa corrente que ia desaguar num abismo no fundo mar; desviaram e foram sair no território dos tubarões. Por sorte não havia nem um deles por ali. Nadaram rapidamente e o pai da donzela avisou que já estava próxima a casa do cavalo-marinho.

Chegaram cansados. O cavalo-marinho, admirado, perguntou ao pai da donzela por que ele estava tão longe de casa. Irrequieto, rasgando a densidade da água ouve a historia. Terminada a narrativa o cavalo-marinho disse:

– Criancice! Quando aprenderes a ouvir os mais velhos não te meteráa em semelhante embrulhada. Eu conheço o caminho da tua casa. Já estive por lá muitas vezes. E vamos de novo enfrentar mais alguns precipícios, por isso, peixinho teimoso, a obediência é uma virtude. Na próxima vez podes não encontrar ninguém para trazê-lo de volta.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s