HPIM5203

Qtwo entrevista RS

RATOS SUSPEITOS

1 -> Como surgiu a RS?
A RS, Ratos Suspeitos, surge em 2007, após uma conversa entre o Bfive e Arak, pois achávamos que a nossa antiga crew (BUC – Brothers United Crew), tinha um nome muito ‘extenso’. Começamos então a pensar num novo nome para a crew, decidimos logo que tinha de ser em português e que tinha de ser RS, pois eram as letras que naquela altura ficavam melhor no ouvido. Após estas duas escolhas foi um pouco difícil encontrar um nome, até que começamos a querer associar o nome a cultura hiphop, o que tornou a escolha do nome um pouco mais fácil. Chegamos a palavra Ratos, pois é o que somos nesta cultura, pois os ratos andam escondidos na escuridão e só aparecem quando necessitam algo ou quando o caminho está livre. Suspeitos porque quando aparecem, são sempre alvo de represálias, pois geralmente aparecem para ‘destruir’ e estragar.
E assim ficou Ratos Suspeitos até hoje e com a esperança que nos mantenhamos unidos por muitos anos, escondidos nos subúrbios e aparecer para ‘destruir’ …

2 -> Quem são os elementos, como começaram a pintar e à quanto tempo pintam?
A RS é um grupo de amigos desde o tempo da escola primaria que sempre teve os mesmo ideais no graff. Crescemos juntos, começamos a pintar e evoluímos juntos, temos estilos muito próximo e ideias muito em comum dai não ser problema para nos fazer um fame com algo organizado. Esta crew é constituída por Arak um letring único, Bfive um cartooner único, Arts um letring em movimento único, Safe um letring muito tribalistico único, Toya um letring colorido único e Kop o stencilor único.

3 -> Como são uma grande família os gostos e os interesses devem ser diversos. Quais são as principais influencias ou referências? Como definem o vosso estilo?
Temos todos referencias em comum, principalmente no estrangeiro crew como a Love Letters, Stick Up Kids, RUF, Ma’Claim, entre muitas outras.

4-> Quais são as vossas cores preferidas? Porque?
Kop – Roxo, porque significa prosperidade, nobreza e respeito.
Arak – Verde, para mim representa paz interior e calma…
Bi5 – Azul eléctrico, é uma cor forte e que cria impacto…
Safe – Azuis, porque combina com a cor dos meus olhos…
Arts – Verde\Azul\Branco, cor que combinam bem entre si…
Toya – Violeta, uma cor que combina com múltiplos tons…

5-> Certamente já tiveram momentos bons e maus. Quais foram os mais marcantes? (historias com policias, momentos cómicos, hilariantes, com velhos, ou com “gatos” ahah).
Bem, histórias temos algumas, mas com gatos até o dia de hoje ainda não aconteceu, acho que por sermos um pouco mais espertos eheheheh…
Um momento que penso que foi marcante para a crew, foi a entrada de um novo Rato. É um momento marcante, pois é um novo amigo, irmão, que se ganha para a vida, e para além disso é um novo ‘escravo’ que entra na praxe dos Ratos e da rolo em todas as nossas paredes sozinho, das roladas mais agressivas foram 15m a rolar tinta na parede sozinho eheheheh…
Outro momento que acho que foi, e ainda esta a ser marcante foi o lançamento da nossa revista ‘Graffiti 360’, pois era um projecto bastante ambicioso para a crew, foi quase como dar um tiro no escuro. Felizmente acertamos bem no centro, e hoje em dia é algo que nos orgulhamos bastante. Sentimos o apoio de muitos writters, mc’s e isso motiva-nos a seguir em frente…

6-> O que vos move?
O que nos move é essencialmente a vontade de evoluir e a auto-realização!
Todos nós temos uma vontade muito forte de atingir um determinado nível, cada um no seu estilo, e além disso é o sentimento pelo hip-hop, em especial claro pela sua vertente gráfica.
Posto isto, parar é impensável, mas também muito graças à união que existe entre todo o crew.
O que nos move perguntam então eu vou responder
A pica por esta merda toda é o k me faz mover
Orgasmos coloridos com a minha 2ª piça na mão
Tou a falar de quando pego na lata e mais parece ejaculação
A sensação que prevalece depois de uma pintura bem conseguida
E msm quando corre mal queres logo outra e mais outra de seguida
Com já foi dito pelo REY é fdp de doença sem cura
Quando por ela és infectado nunca mais ninguém te segura
Seja letra ou figura, caga,
Tem é que ser cena pura, apaga,
Sentimentos maliciosos que muitos insistem impingir
Procura no teu interior a tua verdadeira razão pr’ agir..!!

7-> Fundaram a revista GRAFFITI 360 com que intuito?
O principal objectivo da criação da revista GRAFFITI 360 foi de criar um pouco mais de movimento ao graffiti em Portugal e principalmente no Porto, é uma pequena grande atitude que esta a dar que falar e esta a colocar muito pessoal ansioso por uma nova edição, e isso foi o nosso principal objectivo, colocar o pessoal a sentir a cena que o nosso povo anda a fazer nas paredes.

8-> Que mais projectos têm em mente? Sonhos?
De momento o projecto na actualidade é tentar desenvolver da melhor forma a revista “Graffiti 360” e leva-la o mais longe possível e elevar a um nível que possa motivar mais pessoas a fazerem mais iniciativas do género. É preciso também dizer que e necessário que as pessoas ajudem e colaborem porque sem essas pessoas não há conteúdo e nesse aspecto devemos muito a um homem que nos esticou a mão sem nos conhecer de lado nenhum isso significou muito para nós e para este projecto, grande sucesso que estamos a ter é também devido a ele, NE B27.
Projectos futuros, fazer uma tour pelo país ou mesmo internacional e evoluir tanto a nível individual como em crew. Talvez um evento que possa ser falado como seixal graffiti ou meeting of styles.

9-> A chama pela pintura é muito forte o que nem sempre por alguns motivos está sempre de fácil acesso e precisam de se expressar. Para além do graffiti que outros gostos têm? (telas, sketches, etc, essencialmente quando necessitam de se expressar)
Acho que se quisermos deixar uma mensagem fazer algo interventivo não há nada como um fame bem organizado bem estruturado numa parede legal visível a toda gente isto se tiver uma missão interventiva porque o graffiti foi criado na rua e não faz sentido se não for pintado na rua…
Agora nível de outro tipo de pinturas acho que já varia de cada elemento da crew desde retratos, sketch, body paint, acho que desde que envolva tinta tudo serve para elaborar algo, mas só para “realização pessoal”.

10-> O que pensam sobre o graffiti ao longo destes anos?
O nosso pensamento ao longo dos anos de actividade no graffiti faz-nos ter um boa reflexão acerca do próprio, é notório o crescimento do graffiti em Portugal.
Não só pelo numero de pintores que tem aumentado ao longos dos anos , como o crescimento e a evolução dentro do próprio graffiti. As mentalidades já não são as mesmas, assim como o senso comum critica e ama o graffiti. É sem duvida uma relaçao de amor/ódio.
È um místico de muitas opiniões mas todos somos de acordo que o graffiti tem evoluído progressivamente ano após ano!

11 -> O que pensam da forma como o graffiti é encarado pela sociedade?
Bem, é uma pergunta complicada!
O Graffiti tem de ser encarado como é, é uma arte de rua e é na rua o lugar do graffiti.
Concordo que ate a palavra graffiti esteja tão vandalizada pela sociedade, normal! Graffiti é encarado como uma praga de adolescentes rebeldes que se querem afirmar no seu meio, através de manchas por todo lado, o errado é pensar por esta lógica de ideias.
Graffiti é um movimento que respeita, as suas próprias regras e as suas próprias convicções, não tem grupo etário predefinido, isso reflecte que a sociedade nem sequer se esforça para compreender e cooperar de alguma forma na leitura do graffiti.
Sociedade na sua generalidade vê os artistas de rua como rebeldes como delinquentes, criminosos…etc…

12 -> Como gostavam que fosse encarado?
Tem uma resposta fácil esta pergunta, basta encarar o graffiti da mesma forma que encaram outros artistas plásticos ou outra arte.
Se andarmos alguns anos para tras na historia , podemos observar que quase todos os grandes nomes de artistas famosos, foram criticados, difamados “ queimados em altos de fé” se me permitem a expressão, e no entanto o que é a arte sem esses nomes?
Nao digo para colocarem o graffiti num museu, seria impossível, mas para tentarem compreenderem as ideias erradas que toda a sociedade tem acerca deste assunto.
Numa opinião pessoal, deveríamos todos reflectir acerca da forma como o senso comum analisa todos os pintores de rua, e que estas leis aplicadas não passam de medidas exageradas de confronto e revolução.
aprender a criticar seria a forma de encarar o graffiti da maneira mais justa e aceitavel

13 -> Aos novos writters, que palavras leccionadas têm a dizer?
Gostariamos de dizer para em primeiro lugar perceberem o que vão fazer, antes de o fazer. Depois para usarem o graffiti como enriquecimento pessoal de uma forma positiva ajudando a tornar esta arte em algo cada vez mais forte e vincado. Tal como nós e muitos mais pelo país fora lutamos constantemente para a cultura crescer e é isto que vos queremos dizer, lutem pela cultura em Portugal. Lutem pelos vossos objectivos e sonhos, nunca deixem que vos deitem abaixo. Para alcançar o sucesso é preciso lutar e a nossa luta é pintar, pintar e pintar. Aprendam com os vossos erros, procurem novas técnicas para chegar aos objectivos. Estudem as vossas falhas e corrijam-nas. Todos juntos por um objectivo, a cultura hiphop.

14 -> São um grupo com carisma que têm feito muito por esta cultura. Querem deixar agradecimentos?
Em primeiro lugar agradecemos a vocês Qtwo, por se terem lembrado de nós.
Agradecemos igualmente a todos os que nos apoiam. Todos que nos ajudaram nos projectos realizados e também a todos que nos ajudam evoluir através das criticas porque só com elas conseguimos crescer.
Ficam aí alguns nomes a quem devemos respeito e um muito obrigado pelo apoio, são eles: Né B27, Just Stamp It, Tail Drop e Dedicated.

Um sincero e enorme obrigado por tudo RS! Qtwo

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s